Atendimento (22) 2161-1735 (21) 99460-0919 (22) 99228-4256 (WhatsApp) Segunda a Sábado de 9:00 às 18:00

Apneia Obstrutiva do Sono (AOS)

Apneia Obstrutiva do Sono (AOS)

Apneia significa suspensão momentânea da respiração.

A Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) também chamada de Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), são episódios, recorrentes, de obstrução da via aérea superior, de forma parcial (hipoapneia) ou total (apneia) durante o sono, e acompanhada de sinais e sintomas. Caracteriza-se por pelo menos 5 eventos de paradas respiratórias por hora de sono, com duração maior ou igual a 10 segundos.

 

conteudo-apneia

 

Os sinais e sintomas mais comuns:

Sintomas Noturnos

Sintomas Diurnos

Ronco Forte com engasgos (ressuscitativo)

Sonolência excessiva

Pausas respiratórias relatado por testemunhas

Sono não-reparador

Relatos de sufuco

Dor de cabeça matutina

Despertares frequentes

Alteração do humor

Suor excessivo

Dificuldade de concentração

Aumento da frequencia da urina

Alteração de Memória

Pesadelos

Diminuição do libido 

Insônia

Fadiga

Regurgitação

 

 

As causas para a Apneia pode ser por uma obstrução da via respiratória, ou por alguma alteração neurológica em que o paciente não tem esforço para respirar, sendo assim classificamos as Apneias como: Obstrutiva, Central ou Mista. Para cada tipo de apneia tem um equipamento especifico projetado para o tratamento.

 

A Polissonografia Noturna (PSG) é o método escolhido para diagnóstico dos Distúrbios Respiratórios do Sono, realizado em um laboratório preparado e sob a direção de um médico responsável por todo atendimento do paciente, e supervisionado por um técnico habilitado presente, embora existam outros métodos de realização do estudo do sono, que deve ser avaliado por profissional capacitado, e recomendado de acordo com cada paciente.

 

Resultado de imagem para fotos polissonografia alice

 

A Apneia do Sono não tratada é um fator de risco para o desenvolvimento e/ou agravamento de outras patologias e aumento do risco de mortalidade. Muitos são os riscos que o paciente não tratado se expõe, e logo a curto prazo podemos citar, grande sonolência diurna, dificuldade de concentração e atenção, aumento de apetite e de peso e de uma forma geral redução da qualidade de vida. A longo prazo as alterações tornam-se ainda mais significativas e com maiores riscos ao paciente, como: pressão alta, "derrame cerebral" (AVC- Acidente Vascular Cerebral), obesidade, diabetes, arritmias cardíacas, depressão, dentre outros. 

Além de todo risco citados acima é importante citar as alterações sociais os quais está exposto, como: risco de acidentes no trabalho e no trânsito pela dificuldade de concentração e sonolência e os problemas conjugais e de rotinas familiares, pelo incômodo dos roncos e até pela alteração de humor e cansaço.

 

Resultado de imagem para sinais de apneia do sono

Dentre os Tratamentos, que deve ser orientado por profissionais capacitado, e varia de acordo com a necessidade de cada paciente, destaca-se o uso de Aparelhos com Pressão Positiva em via aerea superior, conhecidos como CPAP e Binível (BIPAP E VPAP). 

 

 

Fale Conosco
×